Sobre “O Começo da Vida”

1

29 de junho de 2016 por trupematerna

Talvez, mas só talvez eu goste tanto de documentários porque sou jornalista haha, mas ultimamente tem sido muito difícil conseguir passar dos primeiros 10 minutos de qualquer filme! No entanto, “O Começo da Vida” eu consegui assistir do começo ao fim, sem interrupções e sem piscar os olhos. Ah! E ainda chamei as amigas do condomínio para assistirmos de novo no dia seguinte haha!

“Queremos criar um movimento em prol da Primeira Infância (período que vai da gestação aos seis anos), pois a Ciência nos traz evidências de que o pleno desenvolvimento no começo da vida é essencial para a construção de uma sociedade mais justa”, diz Eduardo C. Queiroz, diretor-presidente da FMCSV.

Desde que soube que a estreia do filme seria nacional e gratuita, pirei o cabeção! Cada cidade teve seu horário de exibição, mais que imediatamente entrei no site do cinema aqui de Campo Grande e não encontrei nada! Liguei no local e nada! Ninguém sabia de nada, chegaram a dizer até que o filme seria exibido na sessão do CineMaterna (sou voluntária no projeto e não, a sessão do CineMaterna não existe na quinta-feira, pelo menos aqui em Campo Grande –MS).

Enfim, já tinha perdido as esperanças de assistir no cinema, por simples falta de informação, até que 2 dias antes da estreia anunciaram na rede social do shopping o horário e infelizmente eu não poderia estar lá.

Aguardei ansiosamente o filme chega na Netflix para então assistir o filme brasileiro com direção de Estela Renner e diversos depoimentos de especialistas do mundo todo sobre os primeiros 1000 dias das crianças.

O filme me fez refletir muito sobre o real papel dos pais na criação dos filhos, não só dos pais mas dos avós, dos parentes próximos e até da sociedade. O quanto o tempo é sim necessário para essas mini pessoas que estão descobrindo o mundo no começo da vida, não importa a idade, a criança precisa do nosso tempo, do nosso amor verdadeiro.

Nossos bebês são lindas sementes e é nosso papel, enquanto sociedade, preparar o solo e tornar a terra fértil para ver brotar e florescer todo o seu potencial.

Estela Renner
Cineasta e Roteirista

Ela precisa conviver em sociedade, precisa brincar, saber de seus deveres, ter contato com a natureza…O documentário traz depoimentos até de especialistas que nos mostram o quanto este primeiro cuidado influencia até na economia mundial.

cartaz

Imagem retirada da Internet

É um filme para assistir e praticar, apesar de não ser a coisa mais fácil do mundo, mas serve como um impulsionador para nós mães, pais, avós, avôs, cuidadores e cuidadoras. Um dos depoimentos que fizeram com que meus olhos ficassem estranhos a ponto de escorrer lágrimas haha, não que isso seja difícil de acontecer comigo, foi quando uma menina que cuida sozinha de mais dois irmãos disse: Eu não tenho sonhos! Após a repórter perguntar qual seu sonho?

Depois disso imediatamente mentalizei uma meta eterna: Ser uma pessoa que não destrua sonhos, uma pessoa que contribua para que sonhos sejam realizados, ou até ajudar as crianças a terem sonhos reais, mas que não respondam como aquela menina que me cortou o coração.

Enfim, segue o trailer para aguçar a vontade de assistir, e se precisar de companhia estou à disposição o/

Trailer O Começo da Vida

Laryssa Macedo

Anúncios

Um pensamento sobre “Sobre “O Começo da Vida”

  1. Jerusa disse:

    Fiquei com muita vontade de assistir.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: